Ação dos TCs pela educação é destaque na imprensa

Jornal Zero Hora aborda projeto “Educação que faz a diferença”

O projeto idealizado pelo Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB) “Educação que faz a diferença” está entre os destaques do jornal Zero Hora, do Rio Grande do Sul.

A matéria explica como o projeto, coordenado pelo conselheiro Cezar Mola (TCE/RS), funcionará. “Em vez de simplesmente apontar indícios de irregularidades e identificar prefeituras em débito com as metas de atendimento na educação, os tribunais de Contas do Brasil decidiram se unir em uma iniciativa mais ambiciosa: trabalhar para levantar a régua da educação no Brasil”, diz a jornalista Rosane de Oliveira.

“O trabalho é baseado exclusivamente em evidências, sem achismos. As equipes visitarão algumas redes de ensino fundamental, verificando instalações e equipamentos, além de realizar entrevistas com secretários de educação, supervisores e coordenadores pedagógicos, diretores de escolas, professores, alunos e pais”, explica o conselheiro Miola.

Todo o levantamento será feito em parceria com a organização IEDE –  Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional. Serão reconhecidas redes de excelência e as que apresentam boa evolução.

Clique aqui e confira a matéria do Zero Hora.

Apoio

O Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC) apoia a iniciativa que tem os seguintes objetivos principais: 

  • Reconhecer e dar visibilidade, em âmbito nacional, a redes de ensino que estão realizando um trabalho de destaque;
  • Identificar e documentar as práticas de gestão e de acompanhamento pedagógico e administrativo adotadas por essas redes, de modo que possam servir de inspiração para outras redes de ensino;
  • Oferecer uma contribuição efetiva, por parte dos Tribunais de Contas, à concretização da política pública da educação com equidade e qualidade.

As redes de ensino identificadas pelo estudo receberão diferentes denominações, de acordo com o patamar em que se encontram. São elas: 

  • Redes de excelência: demonstram indicadores de destaque e com equidade;
  • Bom Percurso: apresentam boa evolução nos últimos anos, mas ainda não atingiram indicadores positivos expressivos;
  • Destaque Regional: estão entre as melhores redes de ensino da região em que estão localizadas e respeitam critérios mínimos de qualidade.

A intenção é que as redes sejam reconhecidas com selos e/ou prêmios.